Finanças

Para especialistas, a tão propalada "nova classe média" já teria sido dissolvida pela crise. Mas mesmo quando a economia crescia e muitos conseguiram renda extra, o brasileiro seguiu gastando mais rápido do que ganha. 


Diretor da maior empresa de financiamento estudantil privado do país fala do crescimento de 20% neste ano, alcançado depois que o Fies encolheu a partir de 2015. Clique e assista.


Finanças

Selic em rota de declínio sem volta vai deixar o crédito mais barato e deve ser o principal pilar da reação da economia